Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
Posts mais comentados
16
Mar
11

 

Mitos e Realidades

 

Afinal, qual é a designação: biológicos ou orgânicos?

 

Na realidade, o termo correcto é "de produção biológica". Mas o que entrou na linguagem corrente é dizer que determinado alimento é biológico. A designação em português é, em qualquer caso, "de produção biológica" ou biológico. O termo "orgânico" vem de tradução a partir do inglês mal feita ou então do uso do termo brasileiro.

 

Os alimentos bio (abreviatura de biológicos) são na realidade cultivados sem químicos?

 

Esta é uma dúvida muito comum. Sim, são. As pessoas desconfiam que comprar alimentos que dizem que são bio é uma perda de dinheiro e é estar a ser enganado. E isso podia ser verdade em certos casos até há alguns anos, mas a partir da altura em que a legislação europeia passou a regular esta actividade, existem sanções para quem infrinja as normas. Actualmente, a produção biológica na Europa abrange produtos vegetais (transformados ou não), plantas espontâneas, algas marinhas, alimentos para animais, produtos animais, apicultura e aquicultura.

 

Quem é que me garante que um alimento que diz que é bio, o é realmente?

 

É obrigatório haver uma entidade que certifica a qualidade biológica do produto. Essa entidade actua como terceira parte independente do produtor, realizando auditorias nas unidades de produção / fabrico e / ou pontos de venda, mas o operador é sempre o responsável pelo produto que apresenta no mercado. A certificação que pode ser emitida para os produtos (ou alguns deles) atesta a conformidade face aos requisitos regulamentares, transmitindo a necessária confiança nos mercados e no consumidor. As normas são europeias, apesar de, como em todas as actividades humanas, haver diferença de qualidade entre as várias entidades certificadoras (umas são mais rigorosas e exigentes, outras menos).

 

São mesmo melhores no sabor?

 

Sem dúvida. É unânime entre quem prova alimentos biológicos que eles representam o retorno aos sabores de antigamente, como contraponto aos alimentos de agora, insípidos neles mesmos e dependentes de saborizantes e aditivos esternos.

 

Os alimentos biológicos são mais nutritivos?

 

É verdade. Em primeiro lugar porque em média os alimentos convencionais contêm muita mais água. Contendo menos, os biológicos têm logo, à partida, para o mesmo peso mais nutrientes e fibra.

 

Os bios são muito mais caros!

 

Isto já foi verdade. Hoje em dia as diferenças estão muito esbatidas e quanto mais tempo passa, menos a diferença se nota. Esta evolução deve-se a que maior consumo permite produções maiores, que por sua vez permite baixar os preços. É inclusivamente já comum encontrarem-se alimentos bio com preços mais baixos que outros convencionais. É claro que estas nuances variam muito com os produtos e com a sua origem, mas do que não há dúvida é que a velha questão do preço já não é o que era.


É verdade que alimentação biológica é coincidente com alimentação vegetariana, macrobiótica ou natural?

 

São coisas diferentes. É verdade que foram estes movimentos que desde sempre dinamizaram, defenderam e praticaram a agricultura biológica e o consumo dos alimentos biológicos, mas a qualidade biológica dos alimentos não se limita a certa(s) dieta(s).

 

 

 

 

publicado por os4bananas às 09:34
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Muito Apetitoso! Vejam também o nosso blogue sobre...
Senhor Biológico



Recados para Orkut

blogs SAPO